domingo, 30 de novembro de 2008

Painel comemoraivo do Iv aniversário de Fundação


Este painel, em azulejos portugueses, está na histórica Praia do Porto da Barra. Reconheço que voltar sempre a ela pode até ser um pouco cansativo, mas , se as primeiras ocorrências importantes ocorreram por lá e ficaram na história, não há como, nem porque, escamotear os fatos históricos. O painel está lá, de frente para o mar, encrustado na pedra e bem em frente ao Forte de São Diogo ( outra vez o São Diogo !), A data oficial da fundação de Salvador é 29,03,1549 - portanto, em 1949 estávamos completandos um aniversário de 400 anos. Pouco tempo para uma cidade que hoje está quase atingindo a marca de 3 milhões almas. Se não atingiu ainda , não demora, porque a turma aqui não é de brincadeira...
O painel foi recuperado por um artista português, mestre especialista nesse tipo de azulejaria , obedeceu à risca os detalhes do original . Também, exposto a uma maresia constante ,é preciso mesmo ,volta e meia de alguns cuidados. Aos poucos, chegaremos aos 500 anos. O lamentável é que os cuidados com o patrimônio histórico da cidade deixam muito a desejar. É bom você vir logo à Bahia enquanto é tempo e ainda possa encontrar alguma coisa!... No mesmo local em que se encontra o painel, a poucos metros dele, está um marco comemorativo do desembrque portugês.
Para você apreciar melhor os detalhes do painel, dê dois cliques com o cursor sobre a foto. Ela se ampliará. Então, use as barras vertical e horizontal para " passear sobre a foto " , curtindo detalhe por detalhe. Garanto que vale a pena.
Este blog está configurado para receber comentários e sugestões .
Ajude a divulgar este blog. Recomende-o aos seus amigos.
Foto de Sarnelli em 29.11.2008

Meu passeio pelo Porto da Barra e pelo Forte de São Diogo





Ainda sonolento, olhei pela janela e percebi que o dia estava clareando . Minha mulher se levantou e eu lhe perguntei : nega, que horas são ? quatro horas e alguma coisa, disse ela, que já havia feito um cafezinho cujo cheirinho se espalhava pela casa. Nega, me dá um cafezinho ? Logo retornou ela trazendo a minha canequinha de vidro pela metade . Tomei o café, me acomodei novamente na cama e dormi até depois das sete... Aí então fiquei pensando : o que vou fazer esta manhã ? Depois do banho e de uma pequena refeição , dei um beijo na testa da minha mulher e fui para o ponto de ônibus. O primeiro que passou me levou até a Perini , onde fiquei por uma meia hora batendo papo com um amigo. Voltei para o ponto de ônibus existente em frente a loja e o primeiro ônibus que apareceu , trazia a bandeira de BARRA . Não tive dúvidas. Vou dar uma volta na Barra. Tinha no bolso a minha digital, que precisava ser testada e nada melhor do que a Barra para apanhar umas belas paisagens, ainda mais se tratando de um sábado...
Pois é ... desci em frente à praia do Porto da Barra e comecei a circular pelo passeio recém-reformado. Ainda era cedo. Cerca de dez da manhã, mas as pessoas já começavam a chegar, principalmente vendedores de tudo o que você possa imaginar que possa necessitar na praia . Parei curioso a olhar um camarada junto a um carro estacionado perto do passeio, que tentava a todo custo acender uma pequena churrasqueira daquelas familiares eu se compram em supermercados. Já havia gasto umas três caixas de fósforos e nada de fogo !. A intenção era fazer churrasquinho para vender junto com algumas bebidas... Quando me afastei, ainda não havia conseguido acender os carvões...Vendedores de tangas coloridas as expunham na balaustrada , carros com as malas abertas serviam de vetrines para a mostra de lembranças da Bahia, sandálias japonesas enfeitadas...O que não faltava , eram vendedores de protetores solares , de óculos escuros , baianas do acarajé começando a se arrumarem , enfim, começava a fervilhar o movimento no Porto da Barra e a praia já tinha um bom público. Na Praia do Porto há uma área reservada para moradores antigos que jogam peteca, algo que já é tradicional no local. Parei, olhei, admirei o mar. Itaparica lá ao longe. Barcos e lanchas fundeados na enseada e, um pouco mais ao longe uma pequena quantidade de barcos com pescadores pacientes e insistentes pretendendo pegar alguns peixinhos para a muqueca do dia . Era cedo . Fotografei o Forte de Santa Maria com uma quantidade de barcos no seco , como sempre faço. Nossa Senhora , já virou mania fotografar esse tal forte. Acho que é uma doença. Mas, hoje, fiz algo diferente . Disse para mim mesmo : vou até o Forte de São Diogo. Estava pertinho e fui ! O Forte está posicionado numa pequena elevação à direita da praia onde Tomé de Souza desembarcou. Subi a escada principal e fui ter numa espécie de plataforma, a primeira, de onde se tem uma maior visão da paisagem e lá está um canhão que , apesar de tanto tempo transcorrido desde a sua fabricação, não foi aposentado . Ele tem uma função social que é aquela de disparar um tiro de pólvora seca todos os dias , com o soldado vestido de época , avisando ao bairro que os dois ponteiros dos relógios têm que estar juntinhos, um em cima do outro e apontando o 12 , fazendo a mesma coisa que o Pe. Faz no Rio Vermelho, quando o sino da igreja dá as horas . Como o forte está aberto à visitação pública, muitos turistas presenciam a cerimônia do tiro. É desnecessário dizer que o domínio da visão da Baía de Todos os Santos, é praticamente, total, pelo menos da entrada da Baía, afinal a localização foi criteriosamente escolhida por militares , com essa finalidade . Continuando a visita ao forte, descobri outros locais. O curioso é que ele hoje estava fechado ao público, pois estava sendo preparado o ambiente para a realização de um casamento. É costume se alugar espaços assim , para se conseguir uma graninha que é destinada a conservação do patrimônio que, diga-se de passagem, está muito bem cuidado. Mas se a minha finalidade era encontrar posições e ângulos para tirar fotos, garanto que acertei na mosca ! Fiz a festa ! Do forte , escolhendo uma série de ângulos , consegui belas fotos não apenas da praia comol ( novamente ) do Forte de Santa Maria . Fotos de pescadores solitários embarcados e até de um navio meio esquisito, que parece ter sido feito a facão, pois é, praticamente, um caixão, e foge à linha padrão dos navios que conhecemos. No momento da foto de hoje, estava saindo um navio que transporta veículos da Ford produzidos na Bahia e que saem do porto de Aratu. Quer dizer, um navio especial para um transporte de uma carga também especial. Tudo bem, mas que é horrível, isto é...mas, nem por isto deixei de registrar a imagem, afinal de contas, só ele estava saindo.. Só que faço questão de repetir que nunca vi um navio tão feio....Chegou a hora de voltar. Tomei o meu ônibus . Quando chegamos em frente ao farol, o trânsito começou a emprerrar e ficou emperrado por cerca de 40 minutos por causa de uma manifestação em favor da prevenção contra o Câncer. Por aqui é assim. Resolvem fazer uma manifestação, ocupam as ruas e o trânsito e os passageiros que se danem. Como o ônibus andava e parava, andava e parava , de dentro dele mesmo eu fotografava as piscinas da praia do Farol, que ficam quando a maré baixa. É um banho de mar tranqüilo e seguro . Ainda mais, que o dia estava bom e o sol não estava muito quente, mas, dentro do ônibus , fazia calor sim. Finalmente conseguimos passar por aquela multidão, por aquele carro de som e o motorista sentou o pé, deslisando pelo o asfalto em direção ao Rio Vermelho, só parando em dois sinais vermelhos e invadindo outro, onde desci.

O próximo passeio não sei onde será, mas prometo que eu lhes conto .

Ajude a divulgar este blog. Recomende-o aos seus amigos e amigas.

Este blog foi configurado para receber comentários e sugestões. Mande o seu.
Foto de Sarnelli 29.11.2008


sábado, 29 de novembro de 2008

Visita ao Forte de São Diogo



Imagem clicada a partir do forte , tendo ao fundo o já conhecido Forte de Santa Maria e parte da Praia do Porto.
Este blogo foi configiurado para receber comentário e sugestões. Mande o seu.
Indique este blog aos seus amigos e amigas.
Foto de Sarnelli em 29.11.2008

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

A Salvador moderna de hoje


Quando se fala de Salvador , a primeira idéia que aflora é de uma Salvador antiga e histórica , e se pensa apenas no Pelourinho , no Mercado Modelo , como se Salvador fosse só isto, o Farol e a praia do Porto da Barra , Itapoã e outros pontos turísticos mais conhecidos , difundidos , e mostrados aos turistas.
Salvador convive com a história e com a modernidade , como mostra este conjunto de prédios de um dos novos bairros , o Itaigara . A cidade cresce em ritmo acelerado com novos edifícios de luxo , restaurantes de luxo, aos quais são acrescentados tudo o que há de mais mais moderno, proporcionando , no caso dos apartamentos, uma excepcional qualidade de vida, para quem pode, é claro. É assim que a Salvador de hoje , que saiu do Centro Antigo e que se expandiu em todas as direções , tem vida própria em todos os bairros e dispõe também de modernos Shoppings Centers que atende a uma população estimada em quase 3 milhões de pessoas . O baiano é um povo alegre e comunicativo . Com qualquer desculpa, arma uma festa. Estamos nos aproximando do ciclo de festas que começará no dia 8 de dezembro, dia de Nossa Senhora de Conceição da Praia , ciclo que só terminará em fevereiro de 2009 , já que a maior festa de rua do mundo, que acontece em Salvador, começa na terceira semana de fevereiro . Em fevereiro, também acontecerá a festa do Presente a Yemanjá, a Rainha do Mar , na Praia de Santana, no Rio Vermelho. É a segunda maior festa da cidade, menor apenas que o Carnaval.
Na mistura que o tempo fez, temos a beleza da Salvador, a primeira capital do Brasil, o Centro histórico , as belas praias , o tempo, que garante sol o ano inteiro, e o crescimento de uma cidade e de um povo que trabalha e se recusa a viver só do passado , criando uma cidade moderna em ritmo acelerado . Tudo isto está demonstrado nas novas avenidas, nos edifício modernos que aparecem quase que de um dia para o outro e tudo o mais que a modernidade oferece . A Salvador antiga, convive muito bem com a moderna que se expande numa velocidade impressionante. As atividades comerciais e industrais baianas são um capítulo à parte . Em Salvador se trabalha, e muito , contrariando aquela velha credice de que o baiano anda devagar e que deixa tudo para o dia seguinte. Não é verdade ! As atividades aqui são intensas, mas o jeitão de vida é diferente , afinal, baiano não é de ferro... . Dá para trabalhar forte, e também curtir a vida à baiana... curtindo, nos fins de semanas, uns acarajés e umas loirinhas para compensar o suor da semana , de um clima tropical. É por isto, que Salvador é o que é...
Este blog está configurado para receber comentário e sugestões. Mande o seu .
Venha, nas suas férias, conferir tudo isto e curtir, pelo menos , um mês de férias à moda da casa... venho viver 30 dias como um verdadeiro baiano... Providencie logo as suas reservas e não deixe para última hora.
Foto de Sarnelli




Por absoluta falta de inspiração, hoje vamos à feirinha de rua pegar umas frutas tropicais...

Pelo menos , a feirinha é organizada e a visão é bastante agradável.

Por hoje é só . É uma foto para alegrar a visão . Para ampliá-la , dê dois cliques sobre ela e depois use as barras vertical e horizontal para passear sobre a imagem , esmiuçando os detalhes . Vai ficar surpreso ou surpresa, com os detalhes que vão aparecer. Vamos lá ? Este blog foi configurado para receber comentários e ou sugestões. Mande o seu.

Visite Salvador nas suas férias - Foto de Sarnelli

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Ainda o Elevador Lacerda



Reconheço que a publicação desta foto é uma repetição, mas está acontecendo porque me lembrei de um amigo em Santos, no início deste ano , que me pediu explicações e para descrever o Elevador Lacerda , o que me foi um pouco difícil. O certo é que eu tenho a certeza de que não consegui passar direito a imagem e a imponência de um dos nossos mais conhecidos cartões postais . Como uma imagem vale mais que mil palavras, aí está, Ary, o Elevador Lacerda, fotografado de um ângulo do qual se mostra por inteiro. Agora só falta você aparecer por aqui para nós darmos umas subidas e descidas utilizando as quatro cabines existentes. Aliás, eu disse que a foto é para você, Ary, mas quem desejar, pode dar uma olhadinha...Aí está o Lacerda, por inteiro.. Acho que está faltando " explicar " que, no vão que aparece na foto, ou seja, por baixo do balanço , passa uma ladeira, que liga as duas cidades, conhecida como a " Ladeira da Montanha " - Não dá para ver na foto, mas ela está la... e com muito movimento...
Apareça por aqui - o verão está chegando - São dias de sol maravilhosos.
Este blog foi configurado para receber comentários e sugestões. Mande o seu.
Foto de Sarnelli

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Salvador vista do forte de São Marcelo


Salvador, a cidade dos dois andares, vista a partir do Forte de São Marcelo.
Este blog foi configurado para receber comentários e sugestões. Mande os seus.
Já pensou em vir à Bahia ? Aqui é verão o ano inteiro.
Ajude a divulgar este blog - recomende-o aos seus amigos e amigas.
Foto de Sarnelli

A escurinha alegre


Vejam que coisinha fofa ! Pintura à óleo sobre tela , trabalho de Paola Sarnelli.
Este blogo está configurado para receber comentários e sugestões. Mande os seus,
Não deixe de visita Salvador nas próximas férias.
Foto de Sarnelli

Ainda o Elevador Lacerda


Uma nova visão do Elevador Lacerda, tomada do Palácio Rio Banco . Esta é a entrada da Praça Tomé de Souza ( parte alta da cidade ) , mais conhecida como Praça Municipal.
Este blog está configurado para receber comentários e sugestões. Mande os seus .
Coloque Salvador no roteiro das suas férias, uma visita imperdível.
Foto de Sarnelli

Monumento ao Visconde de Cayru



Localizado na praça que tem o seu próprio nome, uma das mais famosas da cidade , não está só. A localização por si só, é um sitio histórico de grande valor. A Praça Visconde de Cayru está na cidade baixa e é nela que as 4 cabines do Elevador Lacerda despejam os passageiros que pegam na cidade alta. Bem em frente ao belo conjunto escultórico, ( de autoria do escultor italiano Pasquale De Chirico) , está o atual Mercado Modelo, casarão com uma grande história e que já abrigou a antiga Alfândega e Guarda Moria do Porto de Salvador, visita obrigatória de passantes e turistas , onde encontrarão lembranças e artesanatos baianos. Como se não bastasse a presença , na praça, do monumento ao Visconde de Cayru , lá estão o Elevador Lacerda, como dito, o Mercado Modelo , um monumento em homenagem à cidade de Salvador e a Sede da Capitania dos Portos do Estado da Bahia, também Escola de aprendizes de Marinheiros. Mas não é só : um dos casarões no entorno da praça, está sendo recuperado e ali será instalado um hotel de luxo, revitalizando a área um pouco esvaziada com o crescimento da cidade em outras direções . No entanto, como se tudo isto não bastasse, ainda temos os velhos casarões e, um pouco adiante, a Igreja de N.Sra. da Conceição da Praia , mandada construir pelo próprio fundador da Cidade, Tomé de Souza. Inicialmente , ela surgiu construída em taipa , mas , depois ,foi substituída pela atual , que, na verdade foi um grande quebra-cabeça. As pedras cortadas e moldadas vieram de Portugal, trazidas como lastro nas caravelas que retornavam abarrotadas de mercadorias da colônia...O início das obras da atual igreja ( a terceira ) , aconteceu em 1.739 para ser considerada acabada em 1765 mas concluída mesmo, só o foi em 1849. Para montar a igreja, veio de portugal o mestre que havia preparado ou mesmo orientado o talhe das pedras do monumento em que se transformaria a Igreja, cuja Santa, é objeto de grande devoção dos baianos. Dali mesmo da praça, você ainda tem uma vista privilegiada da Baía de Todos os Santos e do Forte de São Marcelo.Para terminar , foi na Igreja de N.Sra. Da Conceição da Praia que Maria Rita de Souza Lopes Pontes , notabilizada pelas suas grandes obras de caráter social em favor dos pobres da Bahia, pediu para ser sepultada. Hoje, transferidos para a Capela do Hospital Santo Antônio, por ela fundado , repousam, definitivamente , os restos mortais da Irmã Dulce, o Anjo Bom da Bahia!
Este blog foi configurado para receber comentários e sugestões . Mande os seus .
Quando vier à Salvador, não deixe de conhecer a Igreja de N.Sra da Coceição da Praia - é parte da nossa história !
Foto : Sarnelli

Pasquale De Chirico



O Escultor da Bahia, o Construtor de Estátuas, assim foi chamado o Pasquale De Chirico , pelo crítico de artes, Carlos Chiacchio, por ocasião de sua morte, ocorrida em Salvador no dia 31.03.1943. Pasquale foi, até hoje, o escultor que mais obras realizou e plantou, individualmente, e não superado , em praças públicas . Os monumentos mais conhecidos de Salvador, são, indubitavelmente , de sua autoria. Pasquale nasceu numa pequena cidade italiana chamada Venosa ( não confundir com Veneza ) , perto de Napoli , de uma família de artistas, em 24 de maio de 1873.O dom da arte nasceu com ele. Oriundo de uma família de artistas, com 20 anos, após haver feito cursos em Napoli e Roma , transferiu-se para São Paulo onde abriu uma pequena fundição, talvez a primeira do Brasil . Por lá, esteve por 10 anos, casou-se , e, a convite do Engenheiro Theodoro Sampaio, transferiu-se para Salvador, já com duas filhas . Os primeiros trabalhos do Pasquale foram realizados na antiga Escola de Medicina da Bahia que havia sofrido um grande incêndio. As imagens que contornam o anfiteatro da escola, todas elas moldadas em argamassa de cimento com armação interna de ferro , são as primeiras obras de Pasquale realizadas na Bahia. Infelizmente, a falta de manutenção provocou, como não poderia deixar de ser, o deterioramento das obras de arte , que ora se procura recuperar produzindo cópias a ritmo de tartaruga, por falta de verbas , doença crônica que já vem de longe. As imagens já referidas, deveriam ter sido fundidas em bronze, mas não o foram exatamente por motivo de falta de grana. Como se vê, a estória é antiga...Na verdade, infelizmente, não se sabe o que vai acontecer com elas. Aos poucos, os trabalhos originais do artista vão desaparecendo e sendo transfigurados nos seus detalhes anatômicos mais preciosos. Pois bem, Pasquale viveu quarenta anos em Salvador e, durante este tempo, produziu grandes monumentos que embelezam Salvador e contam um pouco da história do Brasil. Pela ordem , os mais importantes : a estátua do Barão do Rio Branco, inaugurada na Praça de São Pedro em 1919; a estátua de Jesus Salvador, que está localizada no morro do Ypiranga e que foi inaugurada em 1920 ( é mais antiga que o Cristo Redentor do Rio de Janeiro ) ; o busto do General Labatut, de 1923 ; a estátua à Castro Alves, um dos mais conhecidos cartões postais da cidade , o Poeta dos Escravos, inaugurada em 1924; o monumento a Almeida Couto , inaugurado em 1924; o conjunto em homenagem ao Barão de Macaúbas , também de 1924 ; o busto do Dr Julio David ( e o seu mausoléu ) que é de 1926 ; o belo conjunto escultórico em homenagem ao Visconde de Cayru na parte baixa da cidade, na praça que tem o seu próprio nome , inaugurado já em 1934; busto de Rui Barbosa, na cidade de Alagoinha, em 1935 ; o busto ao Irmão Joaquim , já em 1936 ; o busto ao catequisador Pe. Manoel da Nóbrega ( com detalhe ) que andou mudando de lugar pela cidade até encontrar um pouso definitivo ( por enquanto );a estátua ao educador Góes Calmon que é um trabalho de 1938 : quatro trabalhos no Palácio Rio Branco cujas datas não foram definidas ; o remorso, uma obra famosa da qual existem duas cópias originais : uma em frente à Escola de Belas Artes da Universidade Federal da Bahia e outra no Museu de Artes da Bahia. Enfim, a lista é infindável, mas não dá para esquecer o monumento ao Conde dos Arcos, inaugurado em 1932, na praça que tem o seu nome . Já com o que está relacionado, constatamos que o velho trabalhou demais nos quarenta anos em que aqui morou. Desde a sua chegada, começou a ensinar na antiga Escola de Belas Artes. No início , como professor contratado, até a sua efetivação em 1932. Exerceu o cargo de Professor Titular até agosto de 1942 , ou seja, até pouco antes da sua morte, em 1943.
É imensa a lista de obras de autoria do Prof. Pasquale que vivia para a sua arte. Deixou formados bons profissionais, entre eles o Prof. Ismael de Barros , também escultor , o seu aluno mais dedicado. A maior dificuldade para a realização de um levantamento mais preciso, ficou por conta da falta de registros, uma preocupação que não existia na época, e na péssima conservação de jornais e revistas apodrecidos pelo tempo e também semi-destruídos pela falta de maiores cuidados...
Claro que há muitos trabalhos que não puderam ser pinçados. Quadros , desenhos , maquetes , como é o caso do monumento ao Glorioso Riu Barbosa. Pasquale venceu a concorrência para a execução do monumento em homenagem ao Águia de Haya, mas o trabalho não foi realizado, por falta de verba...( a doença já vem de longe !... ) No entanto, a maquete ganhadora do concurso existe e está exatamente na Casa de Rui Barbosa ( Centro Histórico de Salvador ). Claro que uma maquete em gesso não é um trabalho minucioso a ponto de exibir detalhes . A grosso modo, é uma idéia... Há busto, muitos bustos de personalidades espalhados pela cidade, que não seriam possíveis de ser relaciondosr neste pequeno trabalho. Um dos principais bustos é justamente o de Theodoro Sampaio que se encontra no Instituto Geográfico e Histórico da Bahia.
A universidade Federal da Bahia, presta uma homenagem ao velho mestre, mantendo a sala onde os alunos de Belas Artes atuais, escultura, recebem as suas aulas, sob o nome de “ Salão Pasquale De Chirico “ . Sarnelli – 24.11.2008

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

O caju e o maior cajueiro do mundo.




Nas minhas andanças pelas ruas da cidade , com a digital no bolso , fotografo tudo o que vejo ou que passa pela minha frente e depois fico à procura do que fazer com as fotos. Aqui está um belo cesto de cajus fotografados em uma dessas feirinhas que armam pelas ruas , em locais de muita movimentação de pessoas ! Lindos, os cajus , não são ?!... O caju só perde para a laranja, em área plantada, ganhando mesmo da banana ! Todos sabem que o caju é o fruto do cajueiro, mas há algo que a grande maioria da população não sabe: o fruto do cajueiro é a castanha... aquela parte amarelada ou avermelhada onde está a polpa , é, na realidade , um apêndice floral que nasce na parte de baixo da castanha e que cresce da forma que conhecemos ... O cajueiro é uma árvore que se desenvolve com facilidade no nordeste e uma fonte de renda excepcional. Muita gente vive do cajueiro , que produz um outro resultado por meio da exportação. O estado do Ceará é o maior produtor e exportador de castanhas do país - A polpa é industrializada como sucos e doces , que também podem ser exportados. Mas o cajueiro, produziu mais um resultado. Embora não seja " coisas da Bahia " , vai ser citado aqui por merecimento e para divulgação . Espero que muitos curiosos apareçam para visitar meu blog e assim ficarão sabendo. O maior cajueiro do mundo está no Brasil !...e, precisamente , no município de Paramirim , no Rio Grande do Norte. Eu estive lá há alguns anos com a minha mulher. Estávamos a passeio e não poderíamos deixar de ir ver algo tão raro e fantástico ! Você se perde em baixo dele...
O cajueiro abranje uma área de cerca de 7.500 metros quadrados. Foi plantado em 1888 por um pescador que pretendia descansar à sua sombra e, efetivamente, o conseguiu, pois o Sr.Luíz Inácio (opa !) de Oliveira ( uffa!...) morreu com a belíssima idade de 93 anos. O desenvolvimento fantástico do cajueiro é fruto de uma anomalia. A árvore não cresceu para o alto, mas formou muitos galhos que, com o passar dos tempos , iam se curvando com o seu proprío peso até atingir a terra onde formavam novas raízes, multiplicando-se continuamente. O cajueiro tornou-se um problema , porque invadiu a pista de uma estrada asfaltada e, como ele não pode ser cortado... a estrada vai ter que ser desviada, porque a prioridade é do maior cajueiro do mundo, figura de destaque no " livros dos records ". Enfim, é um super-cajueiro que, na época da frutificação , produz cerca de oitenta mil frutos , que são colhidos pelos visitantes. Para ingressar no parque, há uma pequena taxa de 2 reais , pelo menos por enquanto , que são aplicados na conservação e infra-estrutura do local.
Venha passar as suas férias e o carnaval em Salvador.
Este blog foi configurado para receber comentários e sugestões. Mande os seus.
Foto de Sarnelli.

domingo, 23 de novembro de 2008

Velhos e novos amigos

Estava eu tranqüilamente acomodado junto à mesa redonda de tampo de vidro grosso , onde estão postadas quatro cadeiras , à espera do Sandro, para o nosso papo habitual, pouco antes de ele subir e se esconder na sua sala, contando para todo mundo que estava indo trabalhar . Depois que sobe, ninguém mais vê o danado. No entanto, quando chega, sempre ficamos uma meia hora falando coisas inaproveitáveis . Muitas vezes piadas , vez por outra um pouco de política , assuntos variados, mas nunca fofocas, que não somos disso. Nessa roda, não pode faltar a figura do Luca que, não sei porque, tem o vício de comprar pão na casa, para a felicidade do Sandro que, assim, junta uma grana para passar, de vez em quando, um fim de semana na Espanha. Para ele, sai mais barato do que ir para outro lugar. Acresce o fato de que as linhas aéreas operam em Salvador. Melhor do que isso, estraga, não é mesmo? O Luca, por sua vez, é uma figura ! Um paulista, que se fez adotar por Salvador e que, como eu, anda só de bermuda? O papo começa sempre com um cafezinho dito expresso de qualidade duvidosa. Vez por outra, reclamo e o Sandro, com a cara mais insensível desse mundo, indica o balcão da lanchonete onde tiram um expresso de qualidade superior e diz, sorrindo e na base da gozação, que o que tomamos na mesa, é de graça, mas que, quem quiser do outro, vai pagar 2,50, porque é café “ arábico “... e controlado , o que é um absurdo ! Mão de vaca !... Perguntei por que cobravam 2,50 e o Sandro, como aquele sorriso de sempre, me respondeu que cobravam, porque ainda haviam idiotas que pagavam !!...O pior é que, depois daquele cavanhaque estranho que adotou, o seu sorriso ficou mais estranho , terrível e gozador ... Isto, sem falar sobre a oferta do café da manhã em uma das lojas da rede, para o aniversariante do mês, sem direito a acompanhante, porém... Não fica a coisa pela metade ? Ou é técnica de marcketing? ?
O Luca não havia chegado ainda , mas apareceu o David . A conversa começou como a de todos os dias, o que significa dizer que o David já vinha da rua com uma reclamação...para não perder o costume ! Como amigos da casa, tanto ele como eu e o Luca, nos damos o direito de fiscalizar e criticar, mas acaba tudo dando em pizza , porque o Sandro leva na esculhambação e não move um palha...Chegou o Luca, e aí o Clube das nove ( horas) estava formado. A primeira coisa que ele fez foi ir buscar uma garrafinha de água gelada , que a casa poderia muito bem ter ofertado. Dia de calor forte, já pela manhã , o Luca suava bastante. Mas o mão de vaca estava lá e preferiu não ser gentil. Aliás, acho que é norma da casa, todos eles, os patrões, andarem de mãos fechadas...Tínhamos um tempinho para conversa vazia até o momento em que alguém se levantasse e se embrenhasse pela loja, dizendo que iria trabalhar, coisa que ninguém consegue ver. Uma vez eu quis dar uma subidinha para conferir , mas não me deixaram, porque eu estava de calça curta, quer dizer, de bermuda. Já o David anda todo certinho , com aqueles cabelos brancos ondulados bem penteados. Nós dois somos , hoje, duas figuras diferentes , mas já fomos bastante iguais . No meio das primeiras conversas, o David falando, surgiu a figura do tio Domingos e aí não deu outra: nos transportamos para Mata de São João , lá pelos anos 38/40 do século passado ! Sim, é desde aquela época que nos conhecemos, que somos amigos , o que equivale a dizer que nos conhecemos há quase setenta anos e que fomos garotos juntos. E então, começamos a lembrar as coisas de Mata , com uma certa emoção . Alguém de quem o David não esquece é o tio Domingos e do seu alambique. Começou falando da cachaça cujo nome não lembrava e eu lhe avivei a memória dando-lhe o nome da dita cuja “ MOCOTÓ “.. O alambique estava instalado à margem de um rio de nome Caboré cujo significado é um recipiente de barro cozido, que serve para coar café, ou melhor, é mesmo uma jarra de barro cozido. Mas o rio Caboré era, ou é , um córrego de água cristalina e potável e não havia poluição !... Eu falo da vida em outra época... Era nele que nós tomávamos banho ( havia o banheiro dos homens e os da mulheres, claro que separados !) lavávamos as garrafas boca de cerveja recolhidas junto aos bares e armazéns da cidade para engarrafar a pinga que era vendida e consumida em Mata de São João mesmo. Em Mata, todos os pinguços tomavam Mocotó...Aos sábados, o consumo aumentava ! Falamos da feira de todos os sábados quando a cidade fervilhava de gente que aparecia de todos os lados trazendo os seus produtos e para comprar aqueles de que iriam necessitar para o consumo da semana . Lá pelas duas da tarde, começava o movimento inverso...o povo iniciava a pegar o caminho de casa e, em poucas horas, a cidade ficava sem movimento, vazia como em todos os dias da semana, um mortório... Mas não dá para esquecer o cigano Lourenço que todos os sábados estava na feira com a sua manada de cavalos, éguas e mulas e até jegues Era preciso muito cuidado com o Lourenço, para não pegar um animal maquiado...Foi num daqueles sábados que meu pai resolveu comprar uma mula, para poder ir à nossa fazendinha, que não era muito longe da cidade. Haviam dito a ele que uma mula era muito melhor que um cavalo, por ter um passo mais suave e por isso era mais conveniente para uma viagem um pouco mais longa. Como papai não era bom cavaleiro, comprou a mula e a levou para casa, mas surgiu um problema : ninguém conseguia colocar os arreios no animal, que disparava coices de todos os jeitos e de todas as maneiras e em todos os sentidos. A solução foi mesmo devolver a mula cinzenta ao Lourenço , no sábado seguinte , com uma negociação e com um deságio, evidentemente ... afinal de contas, o Lourenço era um cigano ! ...

E a velha amizade com o David, continua , só Deus sabe até quando.

Sarnelli , 22.11.2008

sábado, 22 de novembro de 2008

Uma vista do Rio Vermelho, a partir do Morro



Esta é uma visão da costa pedregosa das praias do Rio Vermelho, um dos bairros mais antigos da cidade e também histórico, pois foi nestas pedras que os índios encontraram e deram abrigo ao francês ( ou português ?) Diogo Àlvares Correia , o " Caramuru " , que chegou a ter grande influência na vida da cidade, por sua habilidade em negociar com os índios, portugueses e franceses...chegando a casar com a índia Paraguassú. Ele havia sido vítima de um naufrágio. Dá para ver a Igreja de N.Senhora de Santana, Depois dela há uma pequena enseada que permite a entrada de barcos de leve porte, é a Praia de N.Sra. De Santana. O resto , é paisagem mesmo. Dêm dois cliques sobre a foto para que ela seja ampliada e vocês possam explorar detalhes do panorama. Este troço torto e esquisito , que aparece em primeiro plano , mas que custou alguma grana do erário, querem dizer que é um monumento em comemoração à conclusão do emissário submarino, que tantos transtornos causou e modificou o movimento da maré.
Com relação a Diogo àlvares Correia , conta-se que, para impressionar os índios , ele teria dado um tiro de espingarda num pássaro e os índios o apelidaram de Caramuru, isto significando " filho do fogo e sobrinho do trovão" .
No Rio Vermelho, existiu um fortim que chegou a ser armado com algumas peças, mas nunca chegou a operar. Teria sido o único construído fora da cinta da Bahia de Todos os Santos. Foi mandado demolir, mas as suas fundações de pedra ficaram. Sobre elas, foi edificada a Igreja de N.Senhora de Santana que você consegue ver na foto. Dê um clique sobre a foto . Ela será ampliada e você poderá explorar os detalhes da paisagem.
Este blog está configurado para receber comentários e sugestões . Mande os seus.
Programe uma visita a Salvador . O fim de ano está chegando e a época é ótima para uma vinda a Salvador.
Foto de Sarnelli.

Tomé de Souza




A estátua de Tomé de Souza na sua primeira locação na Praça da Sé, de onde foi transferida para a praça que tem o seu nome , ou seja, para a Praça Tomé de Souza, popularmente conhecida por Praça Municipal, olhando para a entrada do Elevador Lacerda. À sua esquerda, o Palácio Rio Branco ,e , à direita, a Prefeitura de Salvador.
Visite Salvador.
Ajude a divulgar este blog. Indique-o aos seus amigos
Foto de Sarnelli

Tomé de Souza


A estátua de Tomé de Souza, obra de Pasquale De Chirico, que se encontra dentro do Palácio Rio Branco, em Salvador.
Visite Salvador - As festas estão chegando . Tome logo as suas providências...
Este blog está configurado para receber comentários e sugestões. Envie os seus .
Foto de Sarnelli

Palácio Rio Branco



Antiga sede de governo da Bahia, encontra-se localizado à Praça Tomé de Souza popularmente conhecida como Praça Municipal e está na boa companhia da parte alta do Elevador Lacerda, da Prefeitura de Salvador , da Câmara dos Vereadores e, também, da estátua do fundador da cidade, que dá nomè à praça. Esta peça, foi reproduzida pelo artista plástico Vauluizo Bezerra Rodrigues ,a partir de um original que se encontra dentro do Palácio, de autoria do escultor italiano Pasquale De Chirico. Aliás, no palácio , estão quatro trabalhos de Pasquale. O Já mencionado Tomé de Souza , a figura do governador desnudo , representando a transparência do governo , e, sobre as quatro colunas da entrada , duas ninfas, a significar os olhares atentos do governo sobre seu povo. A estátua a Tomé de Souza esteve durante muitos anos na Praça da Sé e foi removida há algum tempo para a atual locação. Sua base anterior, sustenta hoje a estátua do Zumbi dos Palmares , na Praça da Sé , Centro histórico de Salvador, obra da artista plástica Marcia Magno. As base das estátuas de Tomé de Souza e do Zumbi dos Palmares, são idênticas . Ambas recobertas em mármore preto.
Hoje o Palácio se encontra em reforma. Normalmente, abriga a Fundação Pedro Calmon.
As ferias estão chegando. Programe uma visita a Salvador .
Este blog foi configurado para receber comentários e sugestões. Mande os seus
Foto de Sarnelli

Um desenho de Pasquale


Desenho a crayon do Escultor e Professor Pasquale De Chirico.
Propriedade particular.
Ajude a divulgar este blog.
Quando é que virá a Salvador ? As festas estão chegando . A partir de 8 de dezembro, será só festa em Salvador, fechando com o Carnaval.
Este blog está configurado para receber comentários e sugestões. Mande os seus.
Quadro de Pasquale - foto de Sarnelli

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

O baiano do acarajé



Agora já podemos ver pela cidade " o baiano do acarajé " , algo que era privativo das mulheres !
Com a crise de empregos, já há algum tempo , alguns homens tomaram a iniciativa e não se intimidaram com a briga que ia sair e que saíu mesmo ...
No fim , tudo se acomodou e a convivência é tranquila, mas tivemos até uma " guerra do acarajé " e aconteceu mesmo foi no bairro mais antigo e famoso da cidade , no Rio Vermelho, onde moro desde que me entendo como gente ... A disputa foi até parar na imprensa falada e escrita !...
Uma baiana famosa resolveu criar um ponto em uma ponta de uma praça onde outra baiana , também famosa, mantinha as suas atividades e atendia à sua clientela. O quiprocó não durou muito , como era de se esperar , para a felicidade geral de uns e de outros comedores de acarajés ...que pode escolher a sua baiana de preferência...
Posted by Picasa

Baiana do acarajé


Foto tomada no dia 2 de fevereiro deste ano ( 2008 ) , dia de festa no mar, dia de homenagear a Rainha Yemanjá .
A baiana sorridente , com o seu tabuleiro de quitutes , começo de dia, na expectativa de o fluxo de pessoas aumentar, o que , realmente, acontece durante o dia inteiro, entrando pela noite.
No fundo, outros vendedores com os seus isopores gelando refrigerantes e, como não podia deixar de ser, cervejinha... Aos poucos , a concentração de vendedores vai aumentando...principalmente de flores !
Este blog foi configurado para receber comentários e sugestões . Mande os seus .
Fevereiro está chegando. Bem, que você poderia estar por aqui para assistir a segunda maior festa de rua de Salvador , menor apenas que o Carnaval. Anote: 2 de fevereiro por aqui ! Faça a sua reserva antecipada . Vai haver muita gente !
Ajude a divulgar este blog. Indique-o aos seus amigos e amigas.
Foto de Sarnelli

Um desenho do Pasquale


Não, não é uma foto . É um desenho do escultor e professor Pasquale De Chirico , do acervo do Museu Carlos Costa Pinto de Pinho , de Salvador/Bahia, localizado na Av. Sete de Setembro , Corredor da Vitória .
Quando vier a Salvador, não deixe de visitar este museu.
É um trabalho realizado a crayon , na tonalidade sépia.
Foto de Sarnelli

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

O acarajé e o tabuleiro da baiana




Ai estão os bolinhos fritando e pegando cor, com o cheiro de dendê no ar !... De dar água na boca , não é mesmo ? Logo, logo, estarão crocantes . Será preciso esperar que esfriem, porém , um pouco, para degustar, comendo-o ainda quentinho. Depois, é só mandar ver... Cortados ao meio com uma faca, eles poderão ser servidos com camarões secos, vatapá ,salada e...pimenta, é claro !... Confesso que, ao digitar este pequeno texto, estou com um desejo louco de comer um acarajé. Apenas um , para matar a vontade! Ah , e como pega bem uma cervejinha gelada !...quém sabe, até mesmo mais de uma...a depender da quantidade de acarajés. Mas , dois , são suficientes...a loirinha, pode ser um pouco mais...rsrsrsrs
O acarajé é um bolinho de massa , integrante da cozinha afro-brasileira ,que ganhou as ruas, a aceitação popular e fama nacional . Da Bahia se espalhou por outros estados , mas ele só é genuíno mesmo na Bahia, notadamente em Salvador. A massa é simples, mas tem os seus segredos , que só mesmo as baianas de verdade , conhecem. É constituída de feijão fradinho, claro que sem a casca, e temperos , mas precisa ser bem batido. Quanto mais batido melhor e mais macio . A massa é trabalhada dentro de um panelão e mexida continuamente com uma grande colher de pau. Para formar os bolinhos e fazer com que tenham sempre mais ou menos o mesmo tamanho, usam uma colher de sopa para tirar a massa da colher de pau... e colocar no azeite bem quente. É só ter a paciência de esperar e encomendar ao moço do bar a sua cervejinha. Muitas vezes você vai precisar enfrentar uma fila para conseguir o seu acarajé !
As tendas das baianas e os tabuleiros se espalham pela cidade e há pontos de maior concentração, como os do Rio Vermelho , o meu bairro , onde trabalham diversas baianas famosas, atraindo, claro, muita gente.
É aí que estou me lembrando da canção " No tabuleiro da baiana tem..."
Os primeiros versos são os seguintes:
No tabuleiro da baiana tem
Vatapá, Carurú, Munguzá, Ungu prá ioiô
Se eu pedir você me dá
O seu coração, o seu amor de iaiá
No coração da baiana também tem
Sedução, cangerê, ilusão, candomblé prá você (música e versos de Caymmi e Ary Barroso )
Este blog está configurado para receber comentários e sugestões. Mande os seus.
Foto de Sarnelli

Estátua do Cristo Salvador em Salvador/Ba


Aqui está a estátua do Cristo Salvador que foi inaugurada em 24 de dezembro de 1920 . Hoje , está numa segunda locação, uma vez que, da primeira , teve que ser tirada por motivos de segurança e mesmo porque , no local , se Instalou a Prefeitura da Aeronáutica . Hoje , ela está no cume do morro do Ipiranga que fica na orla marítima, trecho do bairro da Barra , ao lado da antiga Avenida Getúlio Vargas, mais conhecida como a Avenida Oceânica.
Do local original para o atual , a estátua foi transferida em 1967, mas não temos uma data precisa . Os registros indicam apenas o ano.
A obra é do escultor italiano Pasquale De Chirico que a realizou na Itália em um único bloco de mármore e foi trazida pelo navio " Cervino ".
O Cristo Salvador, foi uma doação feita à cidade pelo desembargador José Botelho Benjamim, por conta da sua conversão ao catolicismo.
Há um detalhe a respeito desta estátua: ela é mais antiga que o Cristo Redentor do Corcovado, uma vez que foi inagurada em , como dito, 24.12.1920 e aquele , em 12 de outubro de 1931.
Este blog está configurado para receber comentários e sugestões .
Ajude a divulgar este blog - indique-o parea os seus amigos e amigas.
Foto de Sarnelli

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Relógio de São Pedro



Aqui está o relógio de São Pedro, que acabou ficando longe da sua Igreja , uma vez que ela foi parar na Praça da Piedade. O relógio, hoje, faz companhia ao Barão do Rio Branco que está a poucos metros de distância...
O trabalho artístico é do escultor italiano Pasquale De Chirico , realizado em bronze fundido . A base , é de granito trabalhado, enquanto que o relógio em si foi importado da França, do fabricante Henri Le Paute.
Este blog está liberado para receber comentários e sugestões - mande os seus.
Foto de Sarnelli

Monumento ao Barão do Rio Branco



Erigido na Praça de São Pedro , ainda Centro Histórico de Salvador , que tem uma situação curiosa. Para a abertura da avenida sete de setembro e formação da praça, foi demolida a igreja de São Pedro , que foi reconstruída na Praça da Piedade...Coisas da Bahia...!!!
Bem, a foto mostra o monumento ao Barão do Rio Branco, político e diplomata brasileiro , que resolveu importantíssimas questões de fronteiras brasileiras . É uma obra do escultor italiano Pasquale De Chirico , inaugurada em 07.09 de 1919 , realizada em bronze e montada sobre base de granito trabalhado.
É a primeira obra do De Chirico inaugurada em praça pública em Salvador. Os primeiros trabalhos dele, foram realizados na Antiga Escola de Medicina da Bahia , motivo da su vinda para Salvador, de onde nunca mais saiu. Outras obras em praças públicas, se seguiram , como o monumento ao poeta Castro Alves, ao Visconde de Cayru, estátua de Tomé de Souza , Conde dos Arcos e muitas outras .
Dê dois cliques sobre a foto, para ampliá-la , e use os cursores vertical e horizontal para verificar detalhes do trabalho.
Este blog está liberado para receber comentários e sugestões - mande os seus .
Foto de Sarnelli

segunda-feira, 17 de novembro de 2008



Este bem-te-vi já faz parte da família. Todos os dias pela manhã, ele e outros pássaros aparecem na copa de minha casa para a refeição matinal constituída de mamão e banana, colocada em um pratinho em local de fácil acesso, gentileza e cuidados da Paola , minha mulher.
Mas, o que eu disse acima, é apenas um pretexto para um aviso . Para ver as fotos em todos os seus detalhes, nesta página, dêm dois cliques sobre a foto e ela será ampliada muitas vezes. Então, vocês poderão usar as barras/cursores vertical e horizontal, que ficam disponíveis , para movimentar as fotos em todos os sentidos que desejarem e poderem apreciar os detalhes que não aparecem na foto de apresentação. Vocês verão detalhes que a digital capta , que não são visíveis na foto de apresentação . Vão ficar surpresos com a quantidade de detalhes que vão aparecer.
Obrigado pela atenção e continuem a acompanhar este blog que sempre trará novidades . Não há uma preocupação em colocar as coisas numa determinada ordem . Ele , o blog , será sempre meio desorganizado do ponto de vista de obedecer uma sequência e um padrão...mas se manterá fiel à sua finalidade.
Não se esqueçam de recomendar o Blog do Sarnelli para os seus amigos e amigas, pedindo que divulguem.
A foto é do Sarnelli. O bem-te-vi estava de bom astral naquele dia e fez questão de pousar antes da refeição matinal.

Ainda o Elevador Lacerda







Aqui está de novo o Elevador Lacerda, visto de um outro ângulo . Aparece bem o balanço que leva os passageiros às duas cabines externas instaladas no fosso e que fazem a ligação entre os dois níveis da cidade.
Foto de Sarnelli

Quer um cafezinho ?




Se você estiver no centro histórico de Salvador, e na parte do Comércio também ( cidade baixa ), e desejar tomar um cafezinho, não precisa procurar. Ele lhe acha ! ... Na Praça da Sé , na Praça Municipal , na Praça Cayru , circulam dezenas de carrinhos de modelos e cores diferentes e personalizados , contendo garrafas térmicas com café fresquinho e até chás. Há diversos tipos de carrinhos , inclusive alguns sofisticados e completos onde é exibido de tudo. Café, chás, balas, bombons, cigarros, e uma variedades de miudezas.
O detalhe é que, anualmente é promovido um concurso quando é eleito um campeão e a disputa é concorrida.
Coisa de Salvador !..
Foto de Sarnelli

Coco verde





Neste blog, que pretende mostrar coisas da Bahia, não podia faltar uma barraquinha com coco verde, que você encontra por toda a cidade , natural ou gelado, para tomar de canudinho, e , depois , se houver, comer a polpa com uma " colher" cortada na hora, da própria casca verde do coco...
A polpa aparece à medida que o coco vai se formando e envelhecendo. Se o coco estiver verdinho mesmo, você terá mais água e, provavelmente, nenhuma polpa. Quanto mais maduro, mais doce a água...
Cuidado com a casca do coco . Ela mancha a sua roupa ! rsrsrsr
É uma das coisas que não pode deixar de fazer quando vier à Salvador : tomar as suas aguinhas de coco . Uma delícia !...
Foto de Sarnelli

domingo, 16 de novembro de 2008

Estátua de Tomé de Souza



Esta é a estátua de TOMÉ DE SOUZA , fundador da cidade de Salvador, que se encontra no hall do Palácio Rio Branco, situado na praça que tem o nome do homenageado , porém , mais conhecida por Praça Municipal, devido à presença da sede da Prefeitura de Salvador, mas que bem poderia estar em outro lugar , já que destoa totalmente do ambiente... Este exemplar foi realizado em gesso e é de autoria do escultor italiano Pasquale De Chirico . É um trabalho do início do século XX , sem data definida.
Este trabalho serviu de modelo para uma outra estátua , desta vez fundida em bronze e realizada pelo artista plástico Vaulizio Bezerra Rodrigues . A primeira locação desta nova edição, foi na praça da Sé, Centro Histórico de Salvador , de onde foi , bem recentemente , transferida para a atual Praça Tomé de Souza , deixando a sua base de mármore negro para a colocação da estátua do Líder Negro Zumbi dos Palmares de autoria da artista plástica baiana, Márcia Magno, inaugurada este ano, no dia 30 de maio. Por sinal, estamos no mês da Consciência Negra e, no próximo dia 20 deste ( novembro ) será comemorado o Dia Nacional da Consciência Negra que deverá ocorrer todos os anos.
Aproveitando : A praça Tomé de Souza também está localizada no Centro Histórico de Salvador e nela estão presentes a parte alta do Elevador Lacerda, o Palácio Rio Branco , que hospeda a Fundação Pedro Calmon, a Câmara dos Vereadores de Salvador e a destoante sede da Prefeitura de Salvador, construída no local onde antes existiram os belos prédios das Imprensa Oficial da Bahia e a Biblioteca Pública de Salvador.
Você não acha que já está na hora de visitar Salvador ?
Foto de Sarnelli

A caboclinha




Desenho a crayon , do Prof. Pasquale De Chirico , escultor italiano que viveu por quarenta anos em Salvador , deixando uma série de obras importantes em praças públicas.


Ajude a divulgar este blog -

Foto de Sarnelli

sábado, 15 de novembro de 2008

Plano inclinado Gonçalves



O elevador famoso é mesmo o Elevador Lacerda , que é , disparado , um dos mais conhecidos cartões postais de Salvador , juntamente com outros monumentos espalhados pela cidade ( o Elevador Lacerda é considerado um monumento ).
Por ter sido necessário fundar a cidade numa localização que dificultasse o acesso de piratas e invasores, Salvador ficou em dois planos . Boa parte da cidade baixa, foi, na realidade, recuperada ao mar, que chegava até a encosta da montanha . Devido aos dois níveis , sempre foi dependente da movimentação de cargas e pessoas de baixo para cima e vice-versa. Elevadores rústicos, para transportar cargas e animais , talhas , e outros meios , foram criados e usados até que começaram a surgir os ascensores mais modernos e as novas avenidas facilitaram o tráfego de veículos entre as duas cidades, diminuindo a demanda do transporte de passageiros através dos ascensores, algo que ainda hoje é importante , mas não tanto... As linhas de ônibus cobrem perfeitamente bem toda a cidade, a partir de qualquer lugar...
O mais famoso dos elevadores , ficou sendo mesmo o Lacerda , e com razão. Nasceu com duas cabines encravadas na rocha da montanha e ganhou fama depois da construção da nova torre para mais duas cabines , com aquele balanço que avança no ar para se encontrar com o fosso , desafiando o perigo. Uma obra notável e arrojada do engenheiro Antônio Lacerda , sempre interessado no negócio do transporte de passageiros.
Neste quadro, temos a foto dos dois bondinhos do Plano Inclinado Gonçalves , que continua em plena atividade e também liga as duas cidades . Pouco conhecido , evidentemente , porque não aparece tanto quando o Lacerda que se impõe na paisagem. O Plano Inclinado Gonçalves , liga a Praça da Sé à área comercial da cidade baixa . Estão vendo ? Já são dois sistemas, mas não dá para ficar apenas neles. Na foto , os dois bondinho do Gonçalves , o da direita, sobe, e o da esquerda, evidentemente, desce . São tracionados por motores elétricos e por grossos cabos de aço.
É preciso ampliar um pouco a informação. Se todos os sistemas estivessem funcionando, teríamos 5 e não apenas um ou dois , servindo a população de Salvador. Eliminado o Elevador do Taboão , que não foi recuperado ( mas deveria ter sido, na minha opinião ) , e que ligaria o Pelourinho diretamente ao Comércio , ainda temos mais dois planos inclinados em funcionamento . Aquele que serve o bairro alto de Santo Antônio além do Carmo e um outro , que é o Plano inclinado da Liberdade, que serve o populoso bairro da Liberdade.
Já pensou em passar as suas próximas férias em Salvador ? Não seria uma boa ?
Foto de Sarnelli

Zumbi dos Palmares - Líder Negro



Zumbi dos Palmares , líder negro na luta contra a escravidão, foi alagoano, nascido em 1655. Nasceu livre , porém foi aprisionado ainda com pouca idade . Chegou a ser batisado com o nome de Francisco. Aos quinze anos , decidiu viver no Quilombo, onde, por volta dos seus 25 anos , tornou-se líder da comunidade que, na sua gestão , chegou mesmo a prosperar e a concentrar quase trinta mil pessoas que produziam tudo o que necessitavam para viver. Liderou a luta contra a escravidão conduzindo o seu povo , sabiamente , com a aplicação , inclusive , de inteligentes estratégias militares...
No entanto , no dia 20 de novembro de 1695 , entregue por um companheiro que o traiu, foi morto, degolado. Tinha 40 anos de idade.
Zumbi dos Palmares é o herói negro da nossa história .
Em Salvador, a sua lembrança está na estátua que foi mandada erguer em sua homenagem e localizada na Praça da Sé, Centro Histórico de Salvador, marco zero do estado da Bahia .
A estátua , realizada em bronze , de autoria da artista plástica baiana Márcia Magno , foi inaugurada no dia 30 de maio deste ano ( 2.008 ) - sobre a mesma base de mármore negro que antes sustentava Tomé de Souza , que foi transferido para a praça do seu próprio nome .
O dia 20 de novembro é considerado dia Nacional da Consciência Negra.

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Festa de Yemanjá (Rio Vermelho)


Nesta foto , estamos vendo parte da Praia de Santana, no Rio Vermelho, um dos bairros mais antigos da cidade de Salvador, a Casa do Peso , em frente a qual há uma imagem de Yemanjá. No plano seguinte, a Igreja de N.Sra de Santana e, finalmente, o prédio do Pestana Hotel. É nesta praia , nesta enseada, que todos os anos, no dia 2 de fevereiro , acontece a festa em louvor a Yemanjá, a Rainha das águas.
É quando acontece uma das maiores festas da Bahia , menor apenas que o carnaval, que começa antes de o dia raiar , atravessa o dia e entra pela noite...com muita música , loirinhas e comidas típicas.
Em frente à Casa do Peso , num barracão , são coletadas todas as oferendas que serão levadas a um certo ponto do mar , que só os pescadores conhecem , em saveiros e outros tipos de barcos. São balaios e mais balaios de presentes de todos os tipos, inclusive flores, perfumes , sabonetes , etc. Durante o dia inteiro , formam-se filas imensas de adeptos que vão levar as suas oferendas à Rainha das águas. Há uma grande concentração de vendedores ambulantes e, como não podia faltar, grande número de barracas padronizadas que vendem de tudo, não faltando as baianas com os seus tabuleiros e também vendedores de lembranças.
O cortejo marítimo sái da praia às cinco da tarde e é composto de dezenas e dezenas de embarcações.
É uma festa que conta com a presença maciça da população e que faz transitar pelo bairro quase que um milhão de pessoas .
Como em todas as festas populares de Salvador, processada a parte religiosa , é hora de uma cervejinha, um acarajé ou um abará... Afinal, o baiano não é de ferro ...
Como dizia o saudoso Caymi em uma das suas conhecidas cançoes:
Dia 2 de fevereiro ,
é dia de festa no mar ,
quero ser o primeiro,
a saudar Yemanjá.
Se der, no próximo 2 de fevereiro , esteja por aqui
Foto de Sarnelli

Fim de tarde no Porto da Barra



Fim de tarde no Porto da Barra , significa dizer pôr do sol , que o dia está se acabando e que o sol está indo em direção ao outro lado do mundo...
O detalhe da árvore, o céu rosa , um pedaço de nuvem , a ilha de Itaparica , e o mar tranquilo , dão, ao momento , um toque de poesia inesquecível.
E lá se vai o sol , dando espaço para uma noite estrelada ... amanhã, com certeza, haverá mais . Sempre tem !
E o casalzinho, o que estará pensando ?
Visite Salvador nas suas próximas férias.
Foto de Sarnelli

A nova Avenida Centenário




Uma visão do bairro do Chame-chame com os seus prédios modernos e depois das obras de recuperação realizadas recentemente. Uma das mais lindas , senão a mais bonita avenida de vale de Salvador . As obras , incluíram a canalização de uma extensa vala, que foi coberta, criação de jardim , áreas gramadas , dando lugar a novo espaço para a população , com a criação de pista de cooper , ciclovia , diversos aparelhos , quiosques, serviços sanitários e outros benefícios.
Foto clicada por Sarnelli em 13.11.2008
Visite Salvador nas suas próximas férias.
Ajude a divulgar este blog .

Praia de Ondina (Salvador)




Uma visão da Praia de Ondina , entre o Farol da Barra e o Rio Vermelho , seguindo pela Av.Oceânica , em dia de sol de verão, em plena primavera. Esta foto foi sacada às 10 horas da manhã , no dia 13 de novembro de 2008 , com a maré baixando. O verão não deu vez à primavera . Já está aí pra valer....é sempre assim!
Ajude a divulgar este blog

Foto de Sarnelli

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Ainda o Farol de Itapoã


Uma nova visão do farol de Itapoã.
Foto de Sarnelli

Farol de Itapoã (Salvador )



Este é o famoso Farol de Itapoã instalado em uma das praias do bairro do mesmo nome e tão cantado por Caymi e Vinicius . Um belo local para um dia sossegado e uma aguinha de coco à sombra de coqueiros e mesmo para uma cervejinha gelada, desde que você não dirija . Tenha sempre um motorista de reserva ao seu lado...Agora é assim ...
Tomar sol, é bom , mas é preciso cuidado e tem hora certa!
Como se vê, hoje ele está pintado nas cores branca e vermelho , mas nem sempre foi assim . Foi construído em 1873 sobre as pedras da praia , pelo engenheiro Zózimo Barroso para sinalizar o perigo das pedras e bancos de areia no local . Tem pouco mais de 20 metros de altura . Claro que, além de embelezar o local, por ser um farol ativo, orienta a navegação.
Não dá para deixar de ir a Itapoã, ver o farol , tomar uma aguinha de coco e também um banho de mar . Programe as suas férias para Salvador e traga a sua digital.
Ajude a divulgar este blog - indique-o aos seus amigos .
Foto de Sarnelli

Uma visão da cidade baixa, a partir da parte alta

Foto tomada da Praça Tomé de Souza, mais conhecida como Praça Municipal , devido a presença da Prefeitura, na mesma, isto é, da parte alta da cidade. Estamos vendo, também , parte do balanço que vai em direção ao poço principal do Elevador Lacerda, onde funcionam duas das quatro cabinas que transportam passageiros , em segundos, entre os dois níveis da cidade.
Mas, tem mais ! Ao fundo, temos o quebra-mar e o Forte de São Marcelo, localizado dentro do porto comercial de Salvador, na Baía de Todos os Santos , a segunda maior do mundo. Na parte baixa da cidade , o casarão amarelo , é o atual e conhecido Mercado Modelo , centro de artesanato e de venda de lembranças da Bahia, ponto de visita obrigatória para turistas e visitantes .
Estamos vendo, também, a Praça Cairu e prédios comerciais que funcionam na área, conhecida popularmente como " o comércio ".
O Forte de São Marcelo foi restaurado e encontra-se aberto à visitação pública.
Pois é...não é o caso de programar, para as suas próximas férias, uma vinda à Salvador ? Não deixe a sua digital em casa !
Foto de Sarnelli.

terça-feira, 11 de novembro de 2008

Castro Alves, o Poeta dos Escravos

Antônio Frederico de Castro Alves, o Poeta dos Escravos, nascido na Bahia na Fazenda Cabaceiras em 14 de março de 1847 e falecido em seis de julho de 1871.


O monumento erguido em sua homenagem se encontra na praça que tem o seu próprio nome , em pleno Centro Histórico de Salvador, e é um dos mais conhecidos cartões postais da cidade.
É de autoria do escultor italiano Pasquale De Chirico , fundido em bronze com as suas alegorais, e montado sobre blocos de granito trabalhado.
O monumento foi inaugurado em 06 de julho de 1923.
Na base do conjunto, repousam os restos mortais do Poeta.
Programe, para as suas próximas férias, uma visita à Bahia.
Foto de Sarnelli .

Sarnelli e o " remorso "...


O título pode confundir um pouco e sugerir que eu esteja com remorso por alguma coisa que fiz... Não !
Remorso é o nome da figura, fundida em bronze, de autoria do escultor italiano Pasquale De Chirico , que se encontra no páteo da Escola de Belas Artes da Unidade Federal da Bahia , em Salvador, bem em frente a porta principal da EBAB. Não se sabe a data exata em que a peça foi fundida . O escultor, faleceu em Salvador em fins de março de 1943 .
Existem apenas duas cópias do mesmo trabalho de Pasquale. Uma é esta, e a outra está exposta à visitação pública no Museu de Artes da Bahia, em Salvador.
Há muitos outros monumentos do De Chirico em Salvador . Aos poucos irei incluindo algumas obras dele , e de outros artistas baianos também, neste blog.
Para as suas próximas férias, programe uma vinda a Salvador , a cidade dos dois andares, onde nasceu o Brasil. Ah ... não se esqueça da sua maquininha fotográfica...
Ajude a divulgar este blog - indiquei aos seus amigos .
Foto de Sarnelli

Os Orixás do Dique do Tororó



Aqui está uma bela imagem do Dioque do Tororó , uma lagoa no centro da cidade, entre três bairros e com uma longa história
Este blog foi configurado para receber comentérios e sugestões.
Indique-o aos seus amigos e amigas.
Foto de Sarnelli

Os Orixás do Dique do Tororó



Aqui está uma bela imagem do Dique do Tororó , uma lagoa no centro da cidade, entre três bairros e com uma longa história que vem desde os tempos da fundação da cidade , da primeira Capital do Brasil.
As imagens são de autoria do artista plástico Baiano Tati Moreno. Foram produzidas em metal e os Orixás parecem flutuar sobres as águas da lagoa...
Um parque de lazer para adultos e crianças , ofere uma série de atividades , desde o cooper em todo o seu contorno, pedalinhos, piers para a pesca com caniço, uma escola de remo com os seus barcos de regatas, restaurante-pizzaria e paquinhos para crianças, além de bancos espalhados por todas as partes, à sombra de copas centenárias...ventilação constante .
A beleza do local, é aumentada pela presença de árvores centenárias .Visitando Salvador, não dá para esquecer o Dique do Tororó , é um passeio obrigatório...conhecer a sua história, melhor ainda.
Ajude a divulgar este blog - divulgue entre os seus amigos e amigas.
Foto de Sarnelli /Salvador-Ba.

Um pouco de capoeira



Este pequeno grupo está se exibindo no gramado em frente ao farol da Barra .
Levas de turistas estão chegando em ônibus apropriados e as pessoas se espalham por todas as partes, tirando fotos.
O mar que se vê no fundo , já é o Oceâno Atlântico , mar aberto ( não Baía de Todos os Santos ).
Não dá para ver na foto , mas, as duas imagens cônicas, são telhados de palha de coqueiro , de barracas onde se vende coco - Tomar água de coco verde em Salvador, uma delícia !...
Programe uma visita a Salvador nas suas próximas férias. Não se esqueça de trazer a sua digital...
Ajude a divulgar este blog - Foto de Sarnelli em 10.11.2008

Forte de Santa Maria



Uma bela imagem do Forte de Santa Maria , companheiro eterno do Forte de São Diogo que se encontra lá na outra ponta da Praia do Porto da Barra, da qual já falamos . Numa pequena distância , em algo menos que uns 800 metros ( avaliação minha ), bem na entrada da Baía de Todos os Santos, os defensores da cidade instalaram nada menos que três fortes. Mas tem mais...se tem...!
Ajude a divulgar este blog entre os seus amigos e amigas.
Não deixe de vir à Bahia nas suas próximas férias. Não esqueça a sua maquinha de fotografias.
Foto de Sarnelli
10.11.2008

Fortaleza e Farol de Santo Antônio da Barra




Olha ele aqui !... Um dos mais conhecidos cartões postais da Bahia , particularmente , de Salvador.
Instalado sobre um promontório, bem na entrada da Baía de Todos os Santos , domina a pisagem e encanta os turistas e visitantes. Dispõe de um Museu Nático e tem outros serviços.
Por perto, há sempre vendedores de lembranças da Bahia que ofertam uma fitinha do Senhor do Bonfim, que fazem questão de amarrar nos pulsos das pessoas...para dar sorte !...
Bem em frente a ele se inicia a Av. Sete de Setembro , que vai em direção à cidade, e a Av.Oceânica, que segue a orla marítima até Itapoã , a praia dos sonhos...
Você já veio à Bahia ? Não ? Então venha, mas traga a sua digital ou mesmo a analógica . Vai sacar lindas fotos, imperdíveis...
Ajude a divulgar este fotolog entre os seus amigos e amigas.
Foto de Sarnelli
10.11.2008

Edifício Oceania




Aqui está o imponente Edifício Oceania , construído há mais de setenta anos , bem em frente ao Farol da Barra, cuja foto será colocada no ar em seguida. Impressiona pela força da solidez que transmite a quem o aprecia.
Está bem no início da antiga Av.Getúlio Vargas, hoje conhecida como Avenida Oceânica, por seguir a costa durante quilômetros até a famosa praia de Itapoã, tão cantada por Caymi.
Quando estiver por aqui, visitando o nosso famoso farol, você não vai poder deixar de admirar tão bela construção . que abriga, apenas, amplos e lindos apartamentos .
Programe uma vinda a Salvador e traga a sua digital. Vai ver quantas fotos maravilhosas vai clicar por aqui. Aqui, temos sol o ano inteirinho...
Ajude a divulgar este blog - indique-o aos seus amigos e amigas.
Foto de Sarnelli
em 10.11.2008

Umas palavrinhas - Praia do Porto da Barra/Salvador





Umas palavrinhas para dizer que este é um blog despretensioso, destinado, apenas, a divulgar coisas da Bahia e de Salvador, particularmente. Foi nesta pequena e bela praia de águas límpidas, já dentro da Baía de Todos os Santos, que o nobre português Tomé de Souza aportou e desembarcou para fundar a cidade de Salvador. Na realidade, Salvador começou aí mesmo.

Ampliando a foto, você verá o Forte de São Diogo e ainda o marco comemorativo da chegada do fundador da cidade, com um painel em azulejos portugueses ( azuis e brancos) , restaurados.

É uma praia tranquila , de águas claras , mas profundas . O banho de mar é recomendado, porém com muita cautela. São águas para bons nadadores. Para os menos habituados ao mar, só na beirinha mesmo, mas, mesmo assim, o banho é delicioso !

Nas suas próximas férias, inclua Salvador no seu roteiro e não se esqueça de trazer a sua digital. Vai levar lindas fotos como esta. O mais importante: não venha sozinho!

Ajude a divulgar este blog.

Foto de Sarnelli

10.11.2008