quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Museu a céu aberto



Debruçado sobre a amurada da praça Municipal, ao lado esquerdo do Elevador Lacerda, olho para baixo em direção à Praça Cayru . Me espanto ao ver quanta coisa está concentrada naquele espaço da Conceição da Praia , um dos mais antigos locais de Salvador. É um museu a céu aberto , na cidade baixa , e quase ninguém percebe !

Aquela área da Conceição da Praia, concentra grande parte da história da cidade . Primeiro, porque toda ela foi recuperada ao mar e segundo porque se olharmos com atenção , casarão por casarão , prédio por prédio , faremos uma viagem no túnel do tempo e veremos o saldo do trabalho dos nossos antepassados e o que deixaram para nós, que as nossas autoridades estão deixando que o tempo, na sua ação lenta e constante, está destruindo . Não são apenas os bens materiais , mas a história que vai se apagando aos poucos. Antes de descer , dou uma olhada em volta: o palácio Rio Branco, com quatro obras do Pasquale , a Câmara dos Vereadores, o prédio da Associação dos Empregados no Comércio e a estátua a Tomé de Souza. Coisas lindas e significativas. Me encaminho para a entrada do Elevador Lacerda , talvez o maior cartão postal da cidade . No local onde deveriam existir dois belos prédios, onde funcionaram a Imprensa Oficial e a Biblioteca Pública, que foram, inexplicavelmente, demolidas, está a sede da Prefeitura , um amontoado de ferros que não combina absolutamente com a bela praça e o seu estilo , ainda pavimentada com paralelepípedos com os trilhos do bonde que parava na porta do elevador, à vista ...É verdade que os dois prédios não atendiam mais às suas funções, mas poderiam ter-lhes dado finalidades sociais ... Que instalassem a Prefeitura em outro local, mais apropriado.

Passo pela catraca livremente, pois tenho direito a transporte público gratuitamente . Faço o trajeto em poucos segundos até a cidade baixa, saindo na Praça Cayru . Vamos ver ? O elevador Lacerda, por si só , saindo do chão da praça Cayru e elevando-se aos seus 72 metros de altura, já é um monumento ! Uma obra arrojada ! Ao meu lado direito, um belo casarão , todo revestido em azulejos portugueses em azul e branco, em fase de recuperação e que será transformado em um hotel de classe. Na minha frente , o atual Mercado Modelo ,que ocupa um casarão onde funcionou a Alfândega , centro de venda de artesanato , curiosidade e visita obrigatória de quem vem à Salvador. De frente para o Mercado, o monumento ao Conde dos Arcos, de autoria do escultor italiano Pasquale De Chirico, inaugurado em 28.11.1934 . Mas não é só isso. No espaço onde existiu o primitivo Mercado Modelo , vítima de diversos incêndios , uma obra do escultor Mario Cravo , mas o destaque na paisagem fica por conta do belo prédio onde funciona Capitania dos Portos do estado da Bahia e Escola de Aprendizes de Marinheiros , bem ao lado da famosa rampa do Mercado modelo , onde atracavam os saveiros que movimentavam a economia baiana em outros tempos. Finalizando, mais um destaque: a igreja de N.Sra. da Conceição da Praia, mandada construir por Tomé de Souza, o fundador da cidade , inicialmente , em taipa e, posteriormente , em blocos de mármores, talhados um por um , em Portugal , e de lá trazidos apenas para serem montados . Durante algum tempo, os restos mortais da Irmã Dulce, o Anjo bom da Bahia, repousou na base de um dos seus altares. Como se tudo isto não bastasse, na paisagem, se insere o Forte de São Marcelo e a antiga estação de embarque de passageiros. O mar que se vê, é o da Baía de Todos os Santos, com as suas mais de 50 ilhas. Se desejar algo mais, fique de costas para o mar e olhe para o alto para ter uma visão panorâmica da cidade dos dois andares.

Salvador , 25.02.2009

Foto de Sarnelli


4 comentários:

nosreme disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Beatriz disse...

Bartolo, a Bahia é linda! Salvador, em especial, é um lugar lindo! Um lugar que transpira História em cada esquina, cada prédio, cada monumento!
E ver Salvador "pelos olhos e palavras" de um apaixonado por esta terra, como tu és, tem um encantamento especial!

Anônimo disse...

Sarnelli realmente você é um mestre, nos traz a beleza que o atribulado do dia a dia nos faz esquecer, o ler é um deleite, como Beatriz bem escreveu " um encantamento especial".

RL

Cristiano disse...

Eu não tinha me dado conta que numa área tão pequena havia tanto para se contar. Realmente, Bartolo, você merecia um emprego de guia na Bahiatursa!