quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Para quém só tem tempo para trabalhar !

Quem trabalha não tem tempo...


Não é a primeira vez que me acontece ! Uma certa feita, mandei um mail para alguém que eu supunha ser amigo, pois havia uma relação de família e recebi uma resposta seca à italiana , informando-me que aquele micro era uma ferramenta de trabalho ! O mais incrível, foi que a resposta veio de um brasileiro, naturalmente, àquela época , já italianizado ...
Bem recentemente , por engano, mandei um repasse , inadvertidamente, para alguém que entrou na minha relação de endereços capturado pelo próprio Outlook e recebi um pedido áspero para retirá-lo da minha lista e deixar de enviar piadinhas... no pé do mail, vinham as características do indivíduo que devia ser um executivo, provavelmente com alguma importância no local em que trabalha , mas que demonstravam, claramente, que estava muito centrado no trabalho e , ainda mais na importância do seu trabalho...Deu para sentir que o objetivo da vida do indivíduo era um futuro promissor ! Nada demais , não é mesmo ? E foi aí que volvi o meu pensamento para uma ocorrência de alguns anos, que já na época eu achei estranha, mas, cada um faz da sua vida o que quer e bem entende. Uma companheira da minha mulher , que freqüentava uma mesma entidade que ela, estava se despedindo das amigas, porque estava indo, de Salvador , morar em São, pois seria muito melhor para a carreira do marido. Não é que ela não estivesse bem aqui não, mas queriam coisa melhor ! Ora , é certo que é necessária uma certa ambição na vida , no sentido de que esta não seja mesmo ambição desenfreada e sim um objetivo, mas dentro de um certo limite.
Já ontem , recebi uma mensagem , que já repassei aos amigos da minha relação , dedicando-a àqueles e àquelas que só têm tempo para trabalhar. É que a história, que eu já conhecia e que é verdadeira , me tocou mais, desta vez. Um pai, relatando todo o seu esforço para preparar um futuro para a família , que dedicava todo o seu tempo ao trabalho e a conseguir coisas que todos os anos acrescentava à sua declaração de imposto de renda. Os seus bens cresciam de ano para ano , tudo perecia estar indo segundo o programado . Na coluna onde se declara os bens , todos os anos acrescentava algumas vitórias , até quando ele teve que retirar da coluna onde estavam os seus maiores bens , os nomes dos seus próprios filhos menores, por terem , de uma forma ou de outra, se desencaminhado na vida. No seu desabafo, ele dizia desejar trocar tudo o que acumulou , todos os itens da coluna de bens materiais , por aqueles dois nomes que não mais lá estavam. O menino, com cerca de 14 , vítima de drogas e a filha, pouco antes de completar 15 anos, prostituída... Tarde demais ! A vida não dá marcha-ré...
Tudo, porque só tinha tempo para o trabalho, e ainda porque não percebeu que havia algo muito precioso que precisava da sua atenção , da sua orientação e que valia muito mais do que aqueles números que estivessem totalizados no item dos bens materiais... O que fazer, então, de todos os bens que conseguiu , se perdeu o que de mais precioso possuía ?


Sarnelli, 11.02.2009

2 comentários:

Cristiano disse...

Eu não entendo como uma pessoa pode ser tão ocupada e ainda assim encontrar tempo para escrever um e-mail indelicado. Se não quer ler, é só deletar! Falta poesia na vida de algumas pessoas e também uma boa dose de senso de humor.Infelizmente alguns pais se dedicam tanto para oferecer conforto material em casa, quando o que a esposa e os filhos desejam custa quase de graça, que é atenção e afeto.

Bia disse...

Meu amigo, faz pensar!
Às vezes, a gente cai na armadilha do "só trabalho" - até mesmo pensando em "esquecer" os problemas cotidianos, além (é claro) da busca pela compensação financeira.E perdemos pelo caminho os bens mais preciosos!
Um fraterno abraço, amigo!